“O QUE VOCE VAI SER…ANTES DE CRESCER”

SINOPSE

Na infância todos nós ouvimos a pergunta: “O que você quer ser quando crescer”, mas o menino Vinicius se recusa a respondê-la. Peça infantil na qual vemos como o nosso herói se esquiva desta questão e mostra o que é realmente importante para uma criança.

São três personagens às voltas com o conflito que parece óbvio para a menina Marina, que já decidiu ser cozinheira, e para a Mãe dedicada e zelosa que só quer incentivar o menino que deixa a resposta para o “futuro” responder. Peça permeada por uma grande carga poética que se manifesta no visual, nas músicas ao vivo e na encenação.

FICHA TÉCNICA

Modalidade: Infantil

Gênero: Drama musical

Duração: 50 minutos

Recomendação LIVRE, indicada para crianças acima de 5 anos

Tema: Escolha da profissão.

Conteúdo: discussões entre filho e mãe e com amiga.

Autor: Sérgio Pires

Direção e Iluminação: Edu Silva

Direção Musical e Coreografias: Daniele Pimenta

Figurinos: Daniel Ortega

Cenografia: Adilson Vieira

Fotografias: Edu Silva

Elenco:

Edna de Castro…………………………………………Mães

Leonardo Mussi………………………………………..Vinicios

Rafael Nascimento……………………………………Clown Musical

Janaina Meireles……………………………………………..Marina

CONCEPÇÃO DO ESPETÁCULO

A encenação de “O que você vai ser antes de crescer?” partiu da idéia de um brinquedo, como um “pequeno arquiteto” com o qual se re-significam os vários “ondes” que servem de meios de expressividade das provocações colocadas pelo autor.

Sérgio Pires propõe várias mudanças de espaço e tempo, condições que pediram à direção um olhar mais sensível, com o jogo cênico de um cenário mais abstrato, quase simbólico, mas que representasse um espírito infantil e poético. Estes elementos são materializados nas pipas e numa árvore feita de fotos de olhares.

É um cenário que trabalha com metáforas visuais e jogo de re-significações progressivas com o objetivo de não ilustrar, de não “desenhar” excessivamente um local, para que o público faça uma ponte entre a peça e o espírito infantil de cada espectador.

A preocupação em imprimir uma atemporalidade na encenação se reflete não só no cenário, mas, também, nos figurinos que misturam várias formas baseadas em épocas históricas diferentes.  Marina usará um vestido com o romantismo de uma Julieta, do século XVII; a mãe é apoiada num formalismo do século XIX, época da Revolução Industrial e da formatação do regime familiar, que influencia as nossas famílias do século XXI. É uma mãe baseada em Nora, de Casa de Bonecas de Ibsen.

Vinícius é uma pessoa, um menino, um velho, sempre em aberto, com figurino que trabalhado em camadas e sobreposição. Idéias que vêm e que vão e se anexam à personalidade desta pessoa.

A iluminação não é opressiva, mas se manifesta de forma pictórica. É possível sentir, com a luz, uma agregação da poesia proposta pelo texto. A luz se manifesta em céus estrelados e climas leves.

Na encenação busca-se a narrativa dinâmica dessas várias camadas e planos de épocas (passado, presente e futuro), locais (casa, escola, rua, banheiro), idéias e sentimentos (aflições da mãe, a não resposta de Vinícius, a insistência de Marina).

Existe um trabalho de focagem na narrativa feita a partir de alguns objetos extremamente significativos como, por exemplo, uma pipa que, para a encenação contém uma metáfora muito forte relacionada ao sonho, fantasia e espírito infantil. Surge então uma dramaturgia baseada no objeto.

Algumas fragmentações e comentários foram inseridos na linguagem de interpretação, que aporta numa forma não naturalista, às vezes realista, com quebras e estranhamentos, comentários musicais que, inclusive, são um ingrediente vital da encenação. Os atores cantam e a música é executada ao vivo por um multi-instrumentista (acordeon, teclado, violão e percussão). Passagens coreografadas e as músicas são elementos medidos com a finalidade de corroborar com a poesia que a peça pede.

Todo o espetáculo se calca na estética e linguagem nas quais a Cia. PICNIC de Teatro investe há mais de quinze anos, uma montagem na qual se imprimem nossas pesquisas sobre o Melodrama circense, o clown, a fragmentação da narrativa, o musical. É uma apropriação da linguagem popular que se liga aos paradigmas do bom teatro infantil e de uma temática que gera reflexão com diversão. Teatro puro!

OBJETIVOS:

A CIA PICNIC DE TEATRO, desde seu primeiro trabalho em 1992, sempre visou a realização de peças que agregassem toda a família num espaço de reflexão em comum. Não é tarefa fácil, exige muita pesquisa de linguagens, de temas e estéticas que dêem conta de uma comunicação potente e sincera. Elementos de uma autêntica obra de arte teatral. A diversão também é um elemento essencial de nossos espetáculos, mas não uma diversão vazia que só objetive o riso fácil e mecânico.

Neste encontro entre família e teatro, a pesquisa teórica e a de campo sempre foram nosso suporte, ou seja, é uma roda viva entre o fazer teatro na “linha de frente” e colher material de pesquisa e análise para aperfeiçoamento em novas peças que, por conseguinte, “bebem” em fontes acadêmicas que nos provocam e nos movem a executar representações a este público alvo.

Queremos que o público que busca nossos espetáculos saia com provocações de conversas, “bate papos”, reflexões, belas imagens… enfim, algo em comum, uma arte que se comunique e que espelhe valores.

No caso de “O QUE VOCE VAI SER… ANTES DE CRESCER” o objetivo específico é colocar em discussão, numa forma poética representada em imagens oníricas e num texto às vezes rimado, às vezes cantado, às vezes narrado e às vezes dialogado, se uma criança (pessoa) deve ter seus planos traçados tão cedo, se deve guiar suas ações baseadas em razão ou intuição e quais os limites dos pais na estruturação da “utilidade” de uma pessoa em tenra idade.

JUSTIFICATIVAS:

A CIA PICNIC DE TEATRO tem um compromisso com o público: o de levar espetáculos com temas, assuntos e propostas estéticas que contenham uma pesquisa e uma estética de representação que empolguem e provoquem reflexões a partir de suas obras teatrais. Para tal as propostas cênicas desenvolvidas no espetáculo em questão, vão ao encontro destes objetivos que somente podem se realizar nas efetivas apresentações. Indo mais fundo na questão apresentação, a temporada oferecida neste edital, propicia a potencialização do espetáculo de forma plena.

O QUE VOCE VAI SER…ANTES DE CRESCER foi concebido para um público em formação, com uma visão mais arejada sobre a linguagem teatral, e assim, mais aberta para experimentações.

Inicialmente quero chamar a atenção para o texto de Sérgio Pires, um autor jovem e sensível que deposita grande carga poética em sua dramaturgia, carregada de imagens líricas e com ação dramática com grande comunicação para com o público alvo: a família. Pires sempre “solicita” muito cuidado e trato ético em seus textos. A montagem fornece esta sensibilidade exigida pela dramaturgia, que se materializa na linguagem de encenação, na interpretação dos atores e nas estéticas de representação, como figurinos e cenografia.

Na direção vemos o mesmo cuidado quando se coloca, por exemplo, a música ao vivo, que enfatiza o caráter poético da peça.

O espetáculo, desde 2008, já fez quatro concorridas temporadas, para as quais passou pelo crivo e análise de comissões formadas por personalidades de notório saber em teatro para infância e juventude: Temporada de Teatro CONSORTE de São Bernardo do Campo, SESC Ipiranga, Centro Cultural São Paulo e no edital de teatros distritais da cidade de São Paulo, mais precisamente no Teatro Paulo Eiró.

Agora em 2010 teve a oportunidade de participar em dois festivais de teatro de renome no País, em Americana teve ótimos comentários por parte dos jurados em relação a dramaturgia e direção musical; emplacou dois prêmios muito importantes: Melhor espetáculo pelo júri popular e segundo melhor espetáculo pelo júri técnico. Neste festival não houve indicações e prêmios para os outros quesitos. Só de entrar no festival de Blumenau já é considerado um prêmio por nosso comprometimento com o teatro infantil pois é um dos mais concorridos e respeitados de todo País.

Nestas temporadas a CIA PICNIC DE TEATRO procedeu como sempre quando afina seus espetáculos, a partir de conversas diretas com o público: pais e crianças, igualmente.

O espetáculo é concebido para palco italiano e utiliza a estrutura oferecida por este tipo de suporte de encenação, pois há necessidade de um espaço para colocar um músico e seus diversos instrumentos musicais, de pendurar suas pipas e pandorgas estilizadas, seu céu estrelado e completar a magia com a iluminação típica oferecida por este equipamento cênico.

Espaços para encenação deste espetáculo estão cada vez mais raros, o espetáculo pede uma estrutura mínima que deveria ser comum encontrar…mas não é. Este edital oferece esta estrutura mínima necessária para realizá-lo profissionalmente.

A CIA PICNIC DE TEATRO é composta por profissionais de formação exemplar que estão altamente comprometidos com a linguagem do teatro para infância e juventude, como pode ser apreciado em seus outros trabalhos e por onde esses desenvolveram temporadas. Temos um repertório consistente no qual pode ser visto, ainda hoje, seu primeiro espetáculo UM DIA DE PIC E NIC com mais de 600 apresentações. Ainda com dramaturgia dos diretores artísticos da companhia, temos ESTAÇÃO PIC PAN PUM e CONTO DE ENCONTRO-CHAPEUZINHO VERMELHO.

Entre suas produções para o público adulto, temos NOSOTROS ou OS PRISIONEIROS DO AMOR, PROCURA-SE UMA ROSA E CANASTRA MUSICAL, que evidenciam a pesquisa no teatro popular e musical brasileiro.


Os comentários estão encerrados.